22.8.11



Pensamento


Como é que se (sobre)vive a saber que o fim está à distância de segundos, minutos, horas, dias, ou meses?! Como é que se (sobre)vive renunciando ao amor para o proteger do nosso sofrimento?! Saber que a pessoa que tanto amamos está a afastar-se. É ter o coração a sangrar sem respostas. É querer gritar sem usar a voz. É querer chorar sem largar uma lágrima. É querer abraçar sem entrelaçar os braços. É querer dizer as palavras certas, sem saber quais são. É apenas retribuir o sorriso e desejar que o meu olhar lhe transmita tudo o que da minha boca simplesmente não sai...


Tânia Castro

1 comentário:

angelii disse...

vive-se, mostrando-se que é forte, mesmo quando estamos a cair aos pedaços. sobrevive-se, refugiando-te nos amigos e em toda a paz que eles nos trazem. é assim que se vai sobrevivendo fofinha, quando o amor não parece estar do nosso lado